Obras avançam e comissão discute regulamento para trânsito interno

As obras para ampliação de estacionamento provisório no entreposto de Contagem continuam. O projeto conta com o apoio da CeasaMinas e com a participação da ACCeasa e da Associação dos Produtores de Hortifrutigranjeiros das Ceasas do Estado de Minas Gerais (Aphcemg), no custeio das obras.

De acordo com o diretor-presidente da ACCeasa, Noé Xavier, a parceria dessas entidades é fundamental para esse processo. O diretor informa, também, que a ACCeasa está no aguardo de retorno, por parte do Prefeito de Contagem, Alex de Freitas, sobre a doação de asfalto em contrapartida ao IPTU. “Nossa expectativa é de uma parceria com a Prefeitura de Contagem, de forma que tenhamos seu apoio para asfaltarmos parte do estacionamento provisório ainda neste ano”.


Noé Xavier, diretor-presidente da ACCeasa e o conselheiro Márcio Salvador participam de reunião com o prefeito de Contagem, Alex de Freitas e equipe, para discutir apoio da Prefeitura de Contagem nas obras de ampliação de estacionamentos.

Regulamento do Trânsito:
A Comissão de Trânsito e Estacionamento, composta por representantes da ACCeasa, CeasaMinas e Aphcemg, se reúne semanalmente para acompanhar as ações relacionadas às obras de ampliação de estacionamentos, como também, para discutir e elaborar o Regulamento de Trânsito Interno, que tem como objetivo definir regras no mercado para utilização dos novos espaços.

O conselheiro Wellington Silva, um dos representantes da ACCeasa na Comissão, destaca que a ampliação de estacionamentos é um esforço dos concessionários, dos produtores e da administração da Ceasa. “Esta ampliação é muito bem-vinda, pois o mercado está estrangulado pelo déficit de vagas”. O conselheiro entende que, seguindo a mesma premissa do estacionamento de motos, que é um sucesso absoluto, o acesso de veículos no platô principal deverá ser restrito ao horário dos cereais, atacarejos e lojas de miudezas. “Assim, preservaremos as vagas para os clientes, nosso maior patrimônio”.

Para Wellington Silva, é importante, também, liberar o acesso dos clientes ao entreposto. “Não é justo deixar um cliente na fila de espera na rodovia, sem segurança, sem um banheiro, sem uma lanchonete! O cliente precisa entrar e ocupar as vagas, comprar e viajar descansado. Nosso cliente precisa ser bem-vindo!”.

Fonte: Jornal da ACCeasa nº 170 | Outubro de 2019
Clique aqui para ver a edição completa.