Associação Comercial da Ceasa – MG (ACCeasa) faz Nota de Esclarecimento sobre notícias divulgadas na imprensa relacionadas à CeasaMinas.

Diante de diversas matérias jornalísticas veiculadas no dia 12 de setembro de 2019 em variados órgãos da imprensa, tais como o Jornal DeFato Online, G1 Minas – Belo Horizonte e O Tempo de Contagem, dentre outros, nos quais se informou sobre a Operação do Ministério Público de Minas Gerais que investiga empresários que atuam na Ceasa por suposta sonegação de ICMS, a Associação Comercial da Ceasa – MG (ACCeasa), vem prestar os seguintes esclarecimentos:

1)      A ACCeasa realizou um levantamento e constatou que os empresários investigados pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais através da operação ‘Demerara’ possuem a maioria dos seus negócios fora do Entreposto Comercial da Ceasaminas. Portanto, é um absurdo rotular e mencionar “empresários da Ceasa” atingindo a imagem de toda uma coletividade de empreendedores que atuam em um entreposto comercial!

2)      O Setor de Hortifrutigranjeiros, que abrange cerca de 75% dos produtos comercializados na Ceasaminas, é isento de ICMS, motivo pelo qual não se enquadra na investigação realizada pelo Ministério Público de Minas Gerais.

3)      Na qualidade de entidade que representa os empresários do entreposto de Contagem – MG, a ACCeasa repudia veementemente toda e qualquer forma de irregularidade fiscal.

4)      Considerada a mais diversificada central de abastecimento do país, a Ceasaminas é referência de qualidade para as Ceasas brasileiras e ocupa o terceiro lugar nacional em vendas de hortifrutigranjeiros, contribuindo, de modo efetivo, para a política de segurança alimentar do Governo Federal. Possui uma população flutuante de 70.000 pessoas/dia, tem como missão ser centro de excelência em soluções para o abastecimento alimentar e, no entreposto de Contagem, é responsável pela geração de cerca de 15.000 empregos diretos.

Destarte, toda irregularidade é nociva ao mercado, de modo que a ACCeasa não compactua com a atuação de um grupo minoritário que prejudica a imagem de uma entidade tão respeitada e considerada modelo de Central de Abastecimento no País.

Noé Xavier da Silva

Diretor presidente da Associação Comercial da Ceasa – MG