IMPORTAÇÃO
30 de May de 2016

ANVISA atende solicitação da ACCeasa e outras entidades representativas do setor atacadista com retorno de atendimento nas bases de apoio e fiscalização no Porto Seco Betim

Entenda

A Associação Comercial da Ceasa MG – ACCeasa, a Associação dos Atacadistas Distribuidores do Estado de Minas Gerais – ADEMIG, a Associação Mineira de Supermercados – AMIS e o Sindicato do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios de Belo Horizonte e Contagem – SINCAGEN, representadas por seus Presidentes, protocolaram, em 22 de dezembro, correspondência encaminhada à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Sindicato dos Despachantes do Estado de Minas Gerais e Usifacil – Porto Seco / Betim-MG, solicitando o retorno do atendimento nas bases de apoio e fiscalização no Porto Seco Betim.

 

“Desde o dia 1º de dezembro foi alterado o procedimento de liberação de cargas com anuência da Anvisa nos portos secos de Varginha, Betim e Confins-MG. Todas as operações de análise documental foram concentradas em Confins – TECA (Terminal de Cargas Aéreas), sendo  responsabilidade da Anvisa efetuar a análise documental para Deferimento e/ou Indeferimento de LI’S – Licenciamento de Importação, bem como, agendar vistoria física, se for o caso, em cada um dos Portos supracitados.

 

O grande problema desta alteração é a falta de funcionários suficientes para atender tamanha demanda, e portos distantes geograficamente, o que gera atrasos nas vistorias presenciais. Em virtude do aumento da demanda, os processos não estão sendo atendidos dentro dos prazos, gerando despesas e atrasos no desembaraço, onerando ainda mais o produto e toda a cadeia logística.

 

No caso de alimentos, medicamentos, metalurgia, autopeças,  as vendas ficam comprometidas por atraso no desembaraço, podendo acontecer desabastecimento, e assim por diante, causando rupturas indesejáveis em toda a cadeia de negócios e uma corrente de perdas, tanto para o importador quanto para o consumidor e ocasionando desestimulo a atividade e gerando perda de postos de trabalho”.

 

Foi solicitada, na correspondência, uma avaliação urgente sobre a questão, para retorno do atendimento nas respectivas bases de apoio e fiscalização no Porto Seco – Betim, Varginha e Confins, para que todo o trade importador seja fortalecido, gerando ganhos para o mercado mineiro.

 

Em resposta a demanda apresentada, a gerente de negócios da unidade Porto Seco em Betim,  Adriana de Paula Ferreira,  informou à ACCeasa que no dia no último 05 de fevereiro foi publicado no Diário Oficial, a oficialização do Posto de Vigilância Sanitária em Portos, Aeroportos e Fronteiras- PVPAF, no CLIA Betim.

 

Foi informado, também, pela gerente de negócios, em 12 de maio, que a unidade estava retomando o atendimento na base de apoio e fiscalização no Porto Seco Betim, após a nomeação de novas fiscais de atendimento. A gerente destacou que duas fiscais já estavam oficialmente nomeadas e que a unidade aguarda a breve nomeação de outras duas fiscais

 

A ACCeasa agradece o empenho de todos, destacando que é fundamental a união e transparência  para as conquistas pretendidas.

ACCeasa® 2018 - Todos os direitos reservados - Site desenvolvido por Galpão 33
Rodovia BR 040 - Km 688 Ed. Acceasa - Bairro Guanabara - Contagem/MG - CEP: 32145-000
Gommo Tecnologia Amplementa Agência Digital