G7 debate agenda de ações prioritárias
27 de July de 2016

G7 – Contagem debate agenda de ações prioritárias

 

Propostas serão levadas aos candidatos a prefeito da próxima eleição

 

Criado por iniciativa de entidades representativas dos mais diversos setores, com o propósito de apresentar plano estratégico para o desenvolvimento econômico e social do município, o G7-Contagem tem como prioridade a apresentação de um plano de ações aos candidatos a prefeito, nesse período pré-eleitoral.

 

“Definir as propostas a serem apresentadas aos candidatos e as ações para implementá-las é prioridade do grupo nesse momento, seguindo-se depois o acompanhamento, para o cumprimento das demandas, que são anseios dos diversos setores da sociedade, representada pelas entidades de classe”, anunciou Sanders Alves Augusto, presidente do G7 e da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Contagem, ao abrir a última reunião de trabalho do grupo, na quarta-feira, dia 20.

 

Uma das propostas apresentadas foi a criação de um conselho de desenvolvimento econômico, formado por representantes dos diversos setores, a exemplo de iniciativa bem-sucedida no município de Maringá, no Paraná. “Sua aprovação seria de fundamental importância para a participação efetiva de todos nesse projeto de onde queremos chegar”, observou Dimas Campos Fonseca, vice-presidente da ACIC – Associação Comercial e Industrial de Contagem, ao apresentar os fundamentos desse conselho.

 

Também da ACIC, seu presidente, Egmar Panta destacou a importância do momento “para mudança de cultura que vai além de apresentar demandas, mas principalmente acompanhar seu cumprimento”. O objetivo do grupo é contribuir com propostas “que atendam um modelo de crescimento, que transforme Contagem num município modelo na geração de riquezas e correta aplicação dos recursos”, ressaltou.

 

Melhorias em segurança, mais agilidade nos trâmites burocráticos para atrair mais empresas para o município, como também no sistema viário, de grande impacto no transporte de bens e produtos e até na segurança alimentar, foram algumas das demandas apresentadas por Emílio Brandi, presidente da ACCeasa – Associação Comercial da Ceasa-MG que, assim como as demais serão analisadas pelo grupo.

 

“O G7 deve ser visto como um parceiro da administração municipal” destacou Leonardo Reis, ao apresentar demandas do CIEMG – Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais. A atração de novas empresas, revitalização dos Distritos Industriais, a correta ocupação e uso do solo, melhoria dos serviços públicos que impactam no cotidiano de toda a sociedade, cidadãos e empresas como: água, energia, segurança, transporte público, mobilidade individual e escoamento de produção são algumas das demandas levantadas pela entidade.

As propostas das entidades de classe que integram o G7-Contagem serão analisadas na próxima reunião semanal, quarta- dia 27.

 

Integram o G-7: o CIEMG – Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais; ACIC – Associação Comercial e Industrial de Contagem; CDL Contagem – Câmara de Dirigentes Lojistas de Contagem; ACCEASA – Associação Comercial da Ceasa – MG; OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Contagem; CREA Contagem – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais e CRCMG – Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais.

ACCeasa® 2018 - Todos os direitos reservados - Site desenvolvido por Galpão 33
Rodovia BR 040 - Km 688 Ed. Acceasa - Bairro Guanabara - Contagem/MG - CEP: 32145-000
Gommo Tecnologia Amplementa Agência Digital