Lar de Antônio Tereza: Dedicação integral à educação infantil

O Lar de Antônio Tereza é uma instituição filantrópica privada, que, por intermédio de seu “Centro de Educação Infantil Professora Maria Lúcia Hannas” – CEI, oferece creche e pré-escola a crianças de 1 a 6 anos, em sua maioria muito pobres, em tempo integral. A instituição também oferece, gratuitamente, transporte escolar, uniformes, quatro refeições diárias, assistência médica, odontológica e psicológica.
Seu crescimento tem sido extraordinário: iniciou suas atividades em 2014 com 62 crianças; em 2015, aumentou para 128; em 2016, para 192; em 2017, para 296; em 2018, para 439; e, neste 2º semestre de 2019, já são 558 crianças matriculadas.
O Professor Vicente de Paula Mendes, atual presidente e um dos fundadores da instituição, hoje com 76 anos – conhecido na CeasaMinas como “Professor Vicente” por serviços jurídicos prestados à ACCeasa e aos usuários do entreposto – explica que a meta é atender a 100% da demanda na região – para que a nenhuma família falte esse apoio fundamental.

Convênio PBH
A Instituição mantém convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte, que além de custear quase 100% da folha de pessoal e encargos, fornece alimentação de qualidade e apoio técnico para a confecção de alimentos. Segundo o Professor Vicente, sem esse apoio essencial o número de famílias beneficiadas seria reduzido a menos de 1/3.

PRODAL e Mesa Brasil
O Lar também recebe regularmente alimentos fornecidos pelo PRODAL (Instituto CeasaMinas) e do Programa MESA BRASIL, do SESC, com enormes benefícios para a melhoria da alimentação
das crianças.

Responsabilidade Social
Para o Professor Vicente, o CEI é hoje a maior e melhor creche de Belo Horizonte. “Em sua construção não foi utilizado um centavo de dinheiro público, numa demonstração cabal do que pode ser feito pela iniciativa privada imbuída de responsabilidade social”. Ele destaca que “a criança pequena, de 0 a 7 anos, é a semente do amanhã; alimentá-la e educá-la são o melhor investimento que a Sociedade Civil pode fazer para a construção de um mundo melhor. É a solução preventiva e planejada para a saúde, educação, segurança e a melhoria de qualidade do futuro trabalhador. Nos primeiros 7 anos de vida, a criança não aprende apenas a falar e andar: é nesse período que ela forma seu caráter e personalidade, aceita a disciplina, aprende a conviver e a respeitar o outro, a observar regras e limites, a se alimentar corretamente, a escovar os dentes, a se vestir e a dormir na hora certa – começando a se preparar para a alfabetização”.

Prevenção
De acordo com o professor Vicente, o projeto inicial era de um abrigo institucional (orfanato), mas hoje ele reconhece que a creche, em tempo integral, é o melhor meio de ajudar a criança, educando-a, alimentando-a corretamente, evitando seu abandono e ainda mantendo-a junto a sua família, em muitos casos, apenas a mãe pobre, solteira e desempregada. “Toda criança tem pai e mãe; mas muitas não conhecem o pai. E a mãe, para sobreviver, precisa trabalhar. A creche se torna indispensável”.

Estrutura
Numa área física de 8.000 m², foram construídas 42 salas de aula, 16 apartamentos, refeitório com 240 m², cozinha industrial para 1.500 refeições, quadra coberta poliesportiva, auditórios, consultórios médico, odontológico e psicológico, zeladoria e portaria. As instalações são modernas: a instituição tem poço artesiano, depósitos subterrâneos para coletar 750.000 litros de água de chuva (para uso externo), água quente com aquecimento solar e 66 placas fotovoltaicas que geram toda a energia elétrica gasta no mês (R$6.000,00/mês).

Ampliação
O professor informa que as instalações físicas e o quadro de pessoal da instituição estão sendo ampliados continuamente. “Quando houver recursos, construiremos novo prédio destinado à educação infantil, ao ensino profissionalizante e ao ‘contraturno’ – para completar o tempo da criança matriculada em tempo parcial em escola pública. Haverá também espaços para o ensino profissionalizante”.

Doações
“Nossa missão é servir, com o compromisso e o dever de utilizar com parcimônia e honestidade cada centavo que nos for confiado”, destaca o professor Vicente, acrescentando que, além da parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, a instituição recebe apoio de pessoas e empresas, algumas instaladas na CeasaMinas. “A CEMA (Villefort), recentemente instituiu a doação do “troco” (centavos) – em benefício do Lar. O empresário Emílio Brandi (Nova Safra), para citar apenas dois exemplos, é doador há vários anos”.

Exemplo:
O Lar de Antônio Tereza é um exemplo de Instituição de acolhimento e Ensino. Somos hoje o maior convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte, com grande reconhecimento da sociedade.
Para mim é motivo de orgulho fazer parte da Diretoria, como voluntário. É um privilégio único, de dedicar amor ao próximo!
Hoje acolhemos e educamos 558 crianças em escola integral gratuita. Nosso grande mentor, professor Vicente Mendes, diz que nosso limite é atender o máximo possível de crianças, sem perder em qualidade.
Convoco todos os nossos amigos e companheiros de luta a participar dessa jornada de forma direta ou indireta, assim como nossos parceiros que muito contribuem para o sucesso dessa instituição.
Ronaldo Navarro – Lar de Antônio Tereza

Festa Julina
Todos os anos a família Villefort e seus fornecedores organizam o “Arraiá Beneficente Pampulha”, a melhor Festa Julina de BH. O Professor Vicente e o empresário Ronaldo Navarro, também diretor do Lar, convidam para a festa deste ano, no próximo dia 12 de julho: “Venha participar conosco. Imperdível! Traga também seus parceiros e funcionários”.

 

Informação Retirada do Jornal da ACCeasa nº 167 | Julho de 2019
Clique aqui para ver a edição completa.