Aprendizado e Respeito

Alexandra de Paula Ferreira e o pai, Ildeu de Paula Ferreira
História de trabalho iniciada na CeasaMinas em 1974

A trajetória do pioneiro Ildeu de Paula Ferreira na CeasaMinas começou com a sua vinda para o entreposto de Contagem, ainda em 1974. “Meu pai veio para a Ceasa desde a sua abertura. Sempre produziu abacaxi em Lagoa Santa e, posteriormente, em Tocantins”, explica sua filha, Alexandra de Paula Ferreira, hoje à frente dos negócios do Grupo, na CeasaMinas.
Ela relembra a criação da primeira empresa, a D’Paula, referência no mercado na comercialização de abacaxi massa amarela. Conta que o irmão, Amauri Vinicius Ferreira, veio depois e, juntamente com o pai, expandiu os negócios.

Aprendizado
“Há 29 anos atrás também comecei a trabalhar na empresa, ainda sem nada saber. Não sabia a diferença entre uma nota fiscal e um boleto. Foram meu irmão e meu pai que me ensinaram”, relata Alexandra.
A comerciante conta que em 1995 se formou em Ciências Contábeis pela PUC Minas. “Foi uma grande conquista porque não foi fácil. Estudava até as 23 horas e às 3 horas, horário do início de funcionamento da Ceasa, já estava aqui”, relembra.

Evolução
Alexandra avalia que o trabalho da família e o empenho em oferecer condições diferenciadas aos clientes trouxeram, como resultado, o desenvolvimento dos negócios. “Fomos crescendo, abrindo novas empresas e diferenciando o nosso trabalho. Hoje, contabilizamos seis empresas: Lagoa Santa, Frutas D’Paula, Grife da Fruta, Natural da Terra, Vitrine da Fruta e Della fruta”, relata.

Respeito
Desafios e superações fazem parte da história da família na CeasaMinas. “Muita garra, muito suor, muita, mas muita dedicação para chegar até aqui. Muito amor pelas pessoas e muito respeito pelo mercado!”, explica a comerciante.

Alexandra destaca a importância da Ceasa em sua trajetória. “Eu amo a Ceasa, de verdade. Grande parte da minha vida passo aqui e aprendo todos os dias. Crises, dificuldades, mudanças de governo e oscilações de toda espécie … Nada abala quem tem Deus acima de tudo e quem acredita que, com o trabalho, superamos os obstáculos. Aqui na Ceasa construí minha vida financeira e pessoal. Se sou quem sou, agradeço a este chão aqui, às pessoas com quem convivo aqui, a cada socio, a cada parceiro e a cada colaborador!”.