Seriedade e compromisso

Hélio Cunha e Castro
Plantão do MLP

Na CeasaMinas desde 1974

Funcionário da administração da CeasaMinas há 44 anos e 7 meses, Hélio Cunha e Castro passou por funções como assistente financeiro, técnico contábil e atuou na tesouraria da administração. “De 1976 a 2018, durante 42 anos, exerci a função de chefe da Seção de Cobrança em Contagem e Unidades do Interior, tais como: Uberlândia, Uberaba, Juiz de Fora, Governador Valadares, Caratinga e Barbacena. Hélio Cunha também exerceu, durante anos, as atividades de cobrança e controle financeiro nos Mercados Distritais da Barroca, Cruzeiro, Feira Coberta do Padre Eustáquio e Santa Tereza. O funcionário acrescenta que participou, também, de várias comissões da CeasaMinas e foi procurador do Presidente da Ceasaminas e do diretor-técnico financeiro por um período de cinco anos.
Hoje, com 73 anos, o funcionário Hélio Cunha e Castro trabalha no Caixa, no Mercado Livre do Produtor.
Dificuldades
Helio, que começou a trabalhar na CeasaMinas aos 29 anos, ainda lembra de algumas dificuldades enfrentadas no começo da administração do entreposto. “O início das atividades na CeasaMinas foi muito difícil. Em maio de 1974, período da inauguração, não havia restaurante. Foram instalados cavaletes com tábuas no MLP, de forma precária, onde os caldeirões eram colocados. Serviam comidas frias, sem a menor higiene. Não existiam telefones e estavam prontos apenas os pavilhões H até o pavilhão O”.
O transporte também era complicado, complementa o funcionário. “Existia apenas uma linha de ônibus para o Bairro Nacional, que passava de hora em hora. Tinha muita poeira e sujeira”.
Satisfação
Apesar das dificuldades iniciais, Hélio tem um sentimento de grande satisfação pela sua história na CeasaMinas. “Atendi aqui na CeasaMinas diretores e funcionários de quase todas as Ceasas do Brasil. Quando chegamos aqui não encontramos nada. Depois de muito trabalho e empenho do corpo de funcionários da CeasaMinas, tanto do setor financeiro, como do administrativo e da área técnica, fomos crescendo devagar e hoje somos considerados “Ceasa Modelo!”.
Expectativas
Para o funcionário, a expectativa é de viver melhores dias na CeasaMinas, com um novo modelo de gestão, que traga mais desenvolvimento ao entreposto. “Eu acredito que num espaço curto de tempo, o governo entregará a Ceasa para os comerciantes e produtores, através de comodato”.