Perseverança e Trabalho

Garcias moreira de Carvalho
Na CeasaMinas desde 1978

Personagem conhecido por todos no entreposto de Contagem, Garcias Moreira de Carvalho se estabeleceu na CeasaMinas há 41 anos, pouco depois de sua inauguração e se recorda muito bem do início das suas atividades no entreposto, em 1978. “O comércio de cereais, miudezas e hortifrúti era localizado no Bairro São Paulo e do lado do Mercado Central. Miudezas e cereais ficavam na avenida Oiapoque, ruas Guaicurus e São Paulo”, explica. Garcias, como é chamado no mercado, conta que nos anos 70, foi iniciado o projeto de programas de abastecimento, para desafogar o centro da cidade, facilitando a mobilidade urbana, pois haviam muitos caminhões circulando na região central, com grandes engarrafamentos. “Foi escolhida esta área, que, na ocasião, era ‘mato puro’. Houve muita resistência por parte dos comerciantes em aceitar o entreposto como seu local de comercialização e muitos continuaram mantendo seus pontos de venda no centro da cidade até a adequação dos clientes ao entreposto”. Garcias relembra que somente após duas grandes enchentes, em 1976 e 1983, que causaram grandes prejuízos, foi que os comerciantes compraram a ideia do centro de abastecimento.

No entreposto, Garcias iniciou suas atividades no pavilhão B, juntamente com seu irmão, Geraldo Carvalho, com a empresa Carvalho & Garcia, que comercializava cereais e miudezas. “A estrutura oferecida aqui era muito superior à que a gente possuía no comércio do centro. O comércio aqui ficou setorizado e as empresas se adaptaram a produtos exclusivos”. Segundo Garcias, os clientes foram chegando aos poucos e os resultados vieram de imediato. “Comecei com uma lojinha de 90 m e cheguei a ter uma loja de 750 m, no pavilhão 2 – lojas 17e 18, a Sarali Alimentos”.

ACCeasa
Com orgulho, Garcias relembra como iniciou sua participação na ACCeasa. “Eu tinha uns 30 anos de idade. Estava sentado em frente à minha loja, quando o fundador da Associação, o saudoso Antonio dos Cocos, me convidou para fazer parte do Conselho de Administração”. Conta que permaneceu na ACCeasa desde essa época até a última eleição do Conselho, quando se retirou. “Atuei como conselheiro, como vice-presidente e diretor. Saí de coração aberto, para dar oportunidade a novas participações.

A ACCeasa tem um valor muito grande pelo seu trabalho em prol dos empresários. Mesmo não estando mais no Conselho, ela é a minha segunda casa, é um pilar de sustentabilidade para os empresários associados”.

Sentimento
Atuando como prestador de serviços na Uai Higienização, desde 2011, Garcias diz que se sente envaidecido por ter participado da criação de um novo polo comercial que deu certo. “Hoje a CeasaMinas é o mais completo entreposto do país, com uma diversidade de produtos e serviços que garante o abastecimento do estado de Minas Gerais e de outras regiões do Brasil”.